O poder de ter as manhãs dedicadas inteiramente ao trabalho

Cal Newport defende tratar as manhãs em “modo de monge”: sem reuniões, emails, Twitter, conversas. Acordar e ir trabalhar da maneira mais profunda possível.

Esse é um dos motivos que me fazem não gostar de fazer exercícios de manhã. Recentemente testei a estratégia de acordar cedo e ir para academia (honestamente, para ficar livre disso), mas a abandonei em favor do meu antigo hábito de fazer exercícios ao final do dia de trabalho. Praticar atividades físicas de manhã pode ser muito bom, mas para o meu estilo de trabalhar essa rotina mais atrapalha que ajuda, porque alonga muito o intervalo de tempo entre acordar e começar a trabalhar. Ainda acho que demoro muito tempo nas atividades matinais, mas isso eu vou ajustando. Eu sei que consigo me concentrar muito melhor quando começo a trabalhar cedo, além da sensação fantástica de ir almoçar já tenho produzido muita coisa.

E é por isso que eu tento implorar (ultimamente com sucesso) para que as reuniões do nosso grupo de pesquisa sejam de tarde. Nada arruina mais o dia que começá-lo com reuniões1.


  1. Aos meus colegas, desculpem a sinceridade. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s