Como a tecnologia ajuda

Deixe eu contar aos leitores uma pequena história.

Quando eu estava na Alemanha, trabalhando em um instituto de pesquisa em
Refrigeração, um certo dia meu chefe me pediu ajuda para carregar um
refrigerador para fora do prédio. Um caminhão o levaria de volta à
fábrica, depois de ser testado em laboratório. O refrigerador era pesado
e alto, o que fez com precisássemos sustentar o seu peso inclinado, e o
nosso instituto tinhas muitos corredores. Nós (e não éramos apenas eu e
meu chefe) suamos para conseguir levar para fora.

Quando chegamos lá, o motorista do caminhão posicionou os braços de um
robô embaixo do refrigerados, apertou um botão, e o robô tirou o
aparelho do chão e o posicionou no lugar certo. O motorista não suou
nada e provavelmente riu da nossa cara de cansaço. A cena toda durou
meia hora (a parte do robô durou uns 30 segundos) e aconteceu em 2011.
Ainda assim, ela não sai da memória, como um perfeito lembrete do papel
da tecnologia do mundo.

Acostumamo-nos a falar da tecnologia de forma superlativa. Falamos de
como a tecnologia mata, dos milhões de dólares gastos em desenvolvimento
de armas, de como os engenheiros estão destruindo a natureza (apesar de,
na formatura, jurarmos defendê-la), dos milhares de desempregados
produzidos pela industrialização.

Ou então falamos das maravilhas do mundo moderno, de processadores
várias ordens de grandeza mais rápidos que os de uma década atrás, da
mágica da computação gráfica que vemos no cinema, de como viagens aéreas
se tornaram banais, de como trocamos mensagens instantâneas com alguém
em outro país.

O que não vejo ninguém falar é de como a tecnologia nos ajuda no dia a
dia. Ninguém se lembra da equipe de engenheiros e designers que criou um
simples dispositivo que levanta cargas, e ainda assim eles resolveram
um problema
. Ou quando falamos da “tecnologia” como muitas pessoas as
vêem – como apps, carros, filmes – é sempre com uma lista de features
e adjetivos que as propagandas nos empurram: é mágico, é incrível, é de
última geração, é de design italiano. É ótimo, mas isso faz o quê?

Nem luxo nem lixo

Os smartphones estão sempre em voga e por isso não posso deixar de
usá-los como exemplo. Quando vejo alguém discutir a compra de
smartphone, eu vejo 3 conclusões principais:

  1. Eu quero o mais barato, porque celular é para falar
  2. Eu quero um iPhone, porque todos os outros são uma bosta
  3. Eu quero um Galaxy, porque Apple é muito coisa de filhinho de papai

Se você não se interessa por tecnologia, ou não tem dinheiro, ou
realmente só quer um telefone, não vejo porque não comprar um mais
barato. Mas um smartphone não necessariamente é um luxo supérfluo; ele
permite a você tirar fotos e imediatamente mandar para alguém
(melhorando as comunicações), poder responder um email ou ler um livro
na fila do supermercado, ter todo o mapa detalhado de um país no seu
bolso etc. Se você tem dinheiro disponível, compre um, mas não faça a
sua escolha de maneira leviana; deixe a briga Apple-Samsung para os
tribunais. Veja as especificações de cada aparelho, a oferta de
aplicativos, o design que mais lhe agrada. Imagine como ele vai lhe
ajudar.

De que adianta uma tela retina, com resolução infinita, em um tablet
usado para acessar o Facebook?

E aquela geladeira nova, é um completo desperdício de dinheiro? Ou a sua
atual não está gastando tanta energia que a compra na verdade vai ser
uma economia?

E aquela máquina de lavar que tem secadora embutida? Bem, ela é bem mais
cara que todas as outras, mas você lava a roupa de toda a sua família e
está gastanto mais tempo fazendo isso que vivendo a sua vida.

Isso é o que penso da tecnologia. Nem luxo e nem lixo, mas com um
propósito.

E você, leitor? Como a tecnologia ajuda no cotidiano?

Anúncios

Um comentário sobre “Como a tecnologia ajuda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s